A desidratação está realmente por detrás do tremor de Angela Merkel em Berlim?

Tem tremores enquanto recebia o Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky na capital alemã na terça-feira, 18 de Junho, Angela Merkel disse mais tarde que se sentia melhor depois de beber três copos de água, algo que lhe “obviamente faltava”.

Sputnik perguntou a Jan Galle, porta-voz da Sociedade Alemã de Nefrologia (DGfN) sobre isto, que considerou a explicação de Angela Merkel algo inadequada.

“Se é uma falta de líquido de curta duração, por exemplo, num dia quente em que o corpo exige mais líquido, que perde através do suor ou por causa de diarreia, então os sintomas são geralmente tonturas ou fadiga”, explicou ele, antes de acrescentar que a desidratação prolongada poderia levar à falência renal.

No entanto, uma pessoa saudável sentirá sede antes que estes sintomas ocorram, disse o perito.

Angela Merkel cumprimenta o Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky em Berlim/div>

© AP Photo / Michael Sohn

“Posso imaginar que os problemas de circulação provocados pela falta de fluidos possam causar ligeiros arrepios, sublinho que seriam apenas de natureza suave”, concluiu ele.

Lembrar que o mal-estar apoderou-se de Angela Merkel ao assistir a um desfile militar em Berlim ao lado do novo líder ucraniano, onde a temperatura rondava os 30 graus. No vídeo, a chanceler alemã pode ser vista a tentar atenuar o seu tremor violento durante os hinos alemão e ucraniano, mas sem muito sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *