Alexander the Great Westphal Calmet Bible Dictionary

Born 356 a.C., morreu na Babilónia em 323, rei da Macedónia e conquistador da Ásia. Após derrotar Dario III em Issus (333), entrou na Síria e levou Damasco, Sidon, Tiro, e Gaza. Segundo Josefo, Alexandre, marchando sobre Jerusalém, viu a população da cidade vir ao seu encontro, precedida pelo sumo sacerdote; reconhecendo neste último aquele que lhe aparecera num sonho e que tinha previsto a vitória, o soberano prostrou-se; entrando na cidade, ofereceu um sacrifício e mostrou-se um bom príncipe. Este episódio, desconhecido para os historiadores Quinte-Curce e Arrien, deve ser considerado lendário. Por outro lado, sem ter ido a Jerusalém, Alexandre pode ter favorecido os judeus, matriculado nos seus exércitos, ou atraído por ele para Alexandria. Ele é mencionado em 1 Macabeus 1:1-7; 1 Macabeus 6:2. Ele e o seu império são aludidos em Daniel 2:40; Daniel 7:7; Daniel 7:23; Daniel 8:5-8; Daniel 8:21; Daniel 11:3. O seu papel essencial, do ponto de vista dos judeus, é tê-los colocado pela primeira vez em contacto com a civilização grega. Do ponto de vista da acção providencial na história, é de notar que foi para Alexandre o Grande que o grego se tornou uma língua falada em todos os países civilizados na aproximação da vinda do Messias. O grego sucedeu ao hebraico como o veículo da revelação, tornando universal a propagação da revelação. O Novo Testamento foi escrito em grego; foi em grego que se realizaram as primeiras grandes missões evangélicas e se formou a primeira teologia cristã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *