BDM: (Português)

folha

folha de dosagem

>td>:

código PIC 3400933132316
Apresentação : LANTADIN 6MG CPR
Terrain ADULTS

1º Formulário

corrigendum da MA francesa : 05/02/1998

Natureza da dose: ATTACK
Dose: 4 a 14 COMPRIME(S)/DAY
Frequência: 3/24 HORAS
Dose da informação de duração: ADAPT AS PER BENEFIT/RAISK RATE

p>Outro comentário: br>>p>ADMINAR EM UMA MEDIDAbr>>p>Comentário de adaptação: br>>p>ADAPT EM CONDIÇÃO CLÍNICA FCTbr>>p>Natureza de indicação: >br>>p>ANEMIE HEMOLYTIQUE AUTOIMMUNEbr>>p>ANGIOMEbr>>p>ASTHMEbr>>p>BRONCHOPNEUMOPATHIE CHRONIQUE OBSTRUTIVObr>>p>CONNECTIVObr>>p>DERMATOSE BULLEUSE AUTOIMMUNEbr>>p>DERMATOSE NEUTROPHILIQUEbr>>p>ERYTHROBLASTOPENIEbr>>p>EXOPHTALMIE OEDEMATEUSEbr>>p>FIBROSE PULMONAIRE INTERSTITELLE DIFFUSEbr>>p>GLOMERULONEPHRITE EXTRACAPILLAIRE PRIMITIVEbr>>p>HEMOPATHIE MALIGNE LYMPHOIDEbr>>p>HEPATITE ALCOOLIQUE AIGUEbr>>p>HEPATITE CHRONIQUE AUTOIMMUNEbr>>p>HYPERCALCEMIE NON MALIGNEbr>>>p>LARYNGITE SOUS-GLOTTIQUEbr>

LENNOX-GASTAUT SYNDROME

br>>p>LICHEN PLANEbr>p>LUPUS ERYTHEMATEUX DISSEMINEbr>p>MALADIE DE CROHNbr>>p>MALADIE DE HORTONbr>>p>MYASTHENIEbr>>p>NAUSEE ET VOMISSEMENTbr>>p>NEPHROPATHIE LUPIQUEbr>>p>NEUROPATHIE OPTIQUEbr>>p>NEVRALGIE CERVICO-BRACHIALEbr>>p>OEDEME CEREBRALbr>>p>OTITE SEREUSEbr>>p>PEMPHIGOIDE BULLEUSEbr>>p>PEMPHIGUSbr>p>PERICARDITE TUBERCULEUSEbr>>p>PNEUMOCYSTOSEbr>>p>POLYARTHRITE RHUMATOIDEbr>p>POLYMYOSITEbr>p>p>POLYPOSE NASOSINUSIENNEbr>>p>POLYRADICULONEVRITEbr>>p>POUSSEE OEDEMATEUSE ET INFLAMMATOIREbr>>p>PSEUDOPOLYARTHRITE RHIZOMELIQUEbr>>p>PURPURA THROMBOPENIQUE IMMUNOLOGIQUEbr>>p>REACTION GREFFON CONTRE HOTEbr>>p>RECTOCOLITE HEMORRAGIQUEbr>>p>REJET DU GREFFONbr>>p>RHINITE ALLERGIQUEbr>>p>RHUMATISME ARTICULAIRE AIGUbr>>p>SARCOIDOSEbr>>p>SARCOIDOSE GRANULOMATEUSE INTRARENALEbr>>p>SARCOIDOSE VISCERALEbr>>p>SCLEROSE PT PLAQUESbr>>p>SINUSITEbr>>p>SYNDROME NEPHROTIQUEbr>>p>THYROIDITE SUBAIGUE DE QUERVAINbr>>p>TUBERCULOSEbr>p>URTICAIREbr>>p>UVEITE ANTERIEDADEbr>>p>POSTERIEDADE DO UVEITEbr>p>VASCULARITEbr>p>SÍNDROME OCIDENTALbr>>p>Voie d’administration : >br>>p>ORALEbr>Texte :
Equivalência anti-inflamatório (équipotência) para 5mg de prednisona = 6mg de
déflazacort.
Dose é variável dependendo do diagnóstico, gravidade de
condição, prognóstico, resposta do paciente e tolerância a
tratamento.
No tratamento agudo, a dosagem corresponde a 0,42 a 1,44mg/kg/d
(0,35mg/kg/d a 1,2mg/kg/d equivalente de prednisona) ou seja, 4 a 14 comprimidos num
adulto de 60kg, a ser tomado com as refeições.
Durante uma doença inflamatória grave, a dose varia de 0,9 a

1,4mg/kg/d deflazacort ( 0,75mg/kg/d a 1,2mg/kg/d equivalente de prednisona) ou seja
9 a 14 comprimidos por dia para um adulto de 60kg.
Muitas situações excepcionais podem exigir doses mais elevadas.
* Em geral:
A terapia “Trigger dose” deve ser continuada até
controlo duradouro da doença. O ritmo de retirada deve ser lento. Atingir a retirada
é o objectivo.
*Tratamento de paragem:
A taxa de retirada depende principalmente da duração do tratamento, do início
dose, e da doença.
Tratamento faz com que as secreções de ACTH e cortisol descansem
por vezes com uma insuficiência adrenal duradoura.urante a retirada, o tratamento deve ser interrompido gradualmente, por fases, devido ao risco de recaída: redução de 10% a cada 8 a 15 dias em média.
Para cursos curtos de tratamento de menos de 10 dias, a interrupção do tratamento não requer
qualquer redução.
Quando doses decrescentes (curso prolongado): numa dose de 5-7mg
equivalente de prednisona, quando a doença causal já não requer
terapia com corticóide, é desejável substituir o corticóide sintético por
20mg/dia de hidrocortisona até que a função corticotrópica seja restaurada.
Se a terapia com corticosteróides deve ser mantida a uma dose inferior a 5mg
equivalente de prednisona por dia, uma pequena dose
de hidrocortisona pode ser adicionada para atingir um equivalente de hidrocortisona de 20 a
30mg/dia. Quando o paciente está apenas sobre hidrocortisona, é possível
testar o eixo corticotrópico através de testes endócrinos. Estes testes por si só não eliminam
a possibilidade de ocorrência de insuficiência adrenal durante
estresse.
A partir da hidrocortisona ou mesmo remotamente da descontinuação, o paciente deve ser avisado
da necessidade de aumentar a dose habitual ou retomar
terapia substitutiva (por exemplo, 100mg de hidrocortisona IM a cada 6 a
8 horas) em caso de stress: cirurgia, trauma, infecção.
2 nd Sheet

Correcção de MA francesa: 05/02/1998

Natureza da dose: Manutenção
Dose: 1 a 3 COMPRIME(S)/DAY
Frequência: 3/24 HORAS
Dose de informação sobre a duração: ADAPT AS PER BENEFIT/RAIL RATE

p>Outro comentário: br>>p>ADMINAR EM UMA MEDIDAbr>>p>Comentário de adaptação: br>>p>ADAPT EM CONDIÇÃO CLÍNICA FCTbr>>p>Natureza de indicação: br>>p>AUTOIMMUNE ANEMIA HEMOLÍTICAbr>>p>ANGIOMAbr>>p>ASTHMUSbr>>p> CHRONOPATHY CHRONIC CHRONOPATHY OBSTRUTIVObr>>p>CONECTIVIDADEbr>p>AUTOIMMUNE BULLEOUSDERMATOSEbr>>p>NEUTROFILICDERMATOSEbr>p>ERYTHROBLASTOPENIAbr>>p>EXOPHTALMIA FIBROSE PULMONÁRIA DIFUSSADAbr>>p>FIBROSE PULMONÁRIA DIFUSSADAbr>>p>PRIMARY EXTRACAPILLATLATEGLOMERULONEPHRITISbr>>p>MALIGNEDHEMOPATHY LYMPHOIDEbr>>p>HEPATITE ALCOOLIQUE AIGUEbr>>p>HEPATITE CHRONIQUE AUTOIMMUNEbr>>p>HYPERCALCEMIE NON MALIGNEbr>>>p>LARYNGITE SOUS-GLOTTIQUEbr>

LENNOX-GASTAUT SYNDROME

br>>p>LICHEN PLANEbr>p>LUPUS ERYTHEMATEUX DISSEMINEbr>p>MALADIE DE CROHNbr>>p>MALADIE DE HORTONbr>>p>MYASTHENIEbr>>p>NAUSEE ET VOMISSEMENTbr>>p>NEPHROPATHIE LUPIQUEbr>>p>NEUROPATHIE OPTIQUEbr>>p>NEVRALGIE CERVICO-BRACHIALEbr>>p>OEDEME CEREBRALbr>>p>OTITE SEREUSEbr>>p>PEMPHIGOIDE BULLEUSEbr>>p>PEMPHIGUSbr>p>PERICARDITE TUBERCULEUSEbr>>p>PNEUMOCYSTOSEbr>>p>POLYARTHRITE RHUMATOIDEbr>p>POLYMYOSITEbr>p>p>POLYPOSE NASOSINUSIENNEbr>>p>POLYRADICULONEVRITEbr>>p>POUSSEE OEDEMATEUSE ET INFLAMMATOIREbr>>p>PSEUDOPOLYARTHRITE RHIZOMELIQUEbr>>p>PURPURA THROMBOPENIQUE IMMUNOLOGIQUEbr>>p>REACTION GREFFON CONTRE HOTEbr>>p>RECTOCOLITE HEMORRAGIAbr>>p>ReJEITAGREFFONAbr>p> RHINITISE ALÉRGICAbr>>p>ACUTE HUMANISMO CONJUNTObr>>p>SARCOIDOSEbr>>p>GREFFONA GRANULOMATO INTRARENALbr>>p>SARCOIDOSE VISCERALEbr>>p>SCLEROSEbr>p>SINUSITISbr>p>p>SYNDROME NEPHROTICSbr>>p>QUERVAIN’S SUBAIGUOUS THYROIDITISbr>>p>TUBERCULOSEbr>>p>URTICATEbr>>p>UVEITIS ANTERNAL UVEITISbr>>p>POSTERNAL UVEITISbr>p>p>VASCULARIDADEbr>>p>WEST SYNDROMEbr>p>Caminho de administração: br>>p>ORALbr>texto:
Equivalência anti-inflamatória (equipotência) para 5mg de prednisona= 6mg
deflazacort.
Dose é variável dependendo do diagnóstico, gravidade de
condição, prognóstico, resposta do paciente e tolerância a
tratamento.
Na terapia de manutenção, a dose é de 6 a 18mg/dia de deflazacort (de
5 a 15mg/d equivalente de prednisona), ou seja, 1 a 3 comprimidos por dia.
* Em geral:
A terapia de “dose de carregamento” deve ser continuada até
controlo durável da doença. No caso de tratamento a longo prazo, o cone deve
ser lento.
Retirada é o objectivo.Manter uma dose de manutenção
(dose mínima efectiva) é um compromisso que por vezes é necessário.
* Para tratamentos prolongados e com doses elevadas, as primeiras doses podem
ser divididas em duas doses diárias. Depois disso, a dose diária
pode ser administrada como dose única de preferência de manhã com uma refeição.
*Retirada do tratamento:
A taxa de retirada depende principalmente da duração do tratamento, do início
dose, e da doença.
O tratamento faz com que as secreções de ACTH e cortisol descansem
s vezes com uma insuficiência adrenal de longa duração.urante a retirada, o tratamento deve ser interrompido gradualmente, por fases, devido ao risco de recaída: redução de 10% a cada 8 a 15 dias em média.
Para cursos curtos de tratamento de menos de 10 dias, a interrupção do tratamento não requer
qualquer redução.
Quando doses decrescentes (curso prolongado): numa dose de 5-7mg
equivalente de prednisona, quando a doença causal já não requer
terapia com corticóide, é desejável substituir o corticóide sintético por
20mg/dia de hidrocortisona até que a função corticotrópica seja restaurada.
Se a terapia com corticosteróides deve ser mantida a uma dose inferior a 5mg
equivalente de prednisona por dia, uma pequena dose
de hidrocortisona pode ser adicionada para atingir um equivalente de hidrocortisona de 20 a
30mg/dia. Quando o paciente está apenas sobre hidrocortisona, é possível
testar o eixo corticotrópico através de testes endócrinos. Estes testes por si só não eliminam
a possibilidade de ocorrência de insuficiência adrenal durante
estresse. partir da hidrocortisona ou mesmo remotamente da descontinuação, o paciente deve ser avisado
da necessidade de aumentar a dose habitual ou de retomar um tratamento
substitutivo (por exemplo, 100mg de hidrocortisona IM a cada 6 a
8 horas) em caso de stress: cirurgia, trauma, infecção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *