Ciber-segurança das Infra-estruturas Críticas: o exemplo das Redes Inteligentes – TEHTRIS

A ciber-segurança das Redes Inteligentes é hoje um elemento decisivo para garantir uma segurança global dos nossos sistemas energéticos globais. As infra-estruturas Smart Grids devem ligar inteligentemente os recursos de produção, distribuição e consumo de energia, num mundo onde a inovação científica e industrial coexiste com a exacerbada concorrência económica internacional, um espectro de guerra cibernética latente, interesses diplomáticos e financeiros complexos, e ondas de digitalização excessiva que empurram para uma interligação de sistemas com contornos indistintos que permaneceram globalmente fechados até agora.

Assim, estas Smart Grids encontram-se mais expostas do que as suas antecessoras e redes de energia tradicionais. Incorporam agora pelo menos as mesmas classes de vulnerabilidades que as presentes nas redes da Internet, como parte do Industry 4.0, ligando redes de produção industrial operacional (OT) e sistemas de informação (TI). A ciber-segurança surge assim como uma necessidade transversal, intersectando estratégia (comércio, diplomacia, ecologia, governação) e tecnologia (infra-estruturas, ciência, investigação, indústria). Este Livro Branco procura mostrar a complexidade de assegurar uma protecção cibernética flexível, modular e reactiva no meio da modernização da produção de energia (novas fontes verdes e sustentáveis), com interacções arriscadas entre redes eléctricas e informáticas, e tecnologias emergentes (IoT, big data, A.I.). A ciber-segurança das infra-estruturas críticas permanecerá no centro das preocupações globais. O caso particular das Smart Grids serve aqui como ilustração dos perigos e assimetrias das nossas sociedades que digitalizam cada célula do seu equilíbrio de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *