Cipreste com ramos pesados pendurados…

Hello sebmex!

O que sei sobre cipreste:

Cipreste é uma planta de clima ameno. Precisa de calor; deve ser protegido dos ventos frios e dos rebentos jovens das temperaturas negativas.

Entre as espécies rústicas, o cipreste italiano pode suportar temperaturas negativas até -20°C. Prefere uma exposição solarenga e tolera uma sombra parcial. Totalmente adaptado à seca, o cipreste preferirá sempre o solo seco ao solo húmido.

O cipreste Leyland e o cipreste Lambert são conhecidos pela sua resistência à areia e ventos fortes. O cipreste italiano tolera o calcário, o que o torna uma árvore típica da bacia mediterrânica, e não conseguiu adaptar-se a outras regiões.

O cipreste, uma vez plantado, não necessita de cuidados. As sebes de cipreste devem ser podadas duas vezes por ano, em Abril e Agosto-Setembro. A não ser que a seca dure, não necessita de rega, estando contente com a chuva.

Na altura da plantação (na Primavera e Outono), se o solo for pobre, será bem-vinda uma contribuição de terra para vaso. Depois disso, o cipreste poderá crescer sem ajuda

O risco de doença é sempre aumentado em solos demasiado pesados. Em cipreste, podridão da raiz cor de mel ou armilheira, um fungo, ataca as raízes nestas condições.

Não há tratamento para esta praga, apenas se pode “tirar o pão da boca”: remover e queimar no local todos os sujeitos afectados, e não replantar qualquer árvore no seu lugar.

Como podar ciprestes

Ferramentas necessárias:

p> Tesoura de podar desinfectada e afiada
Trimmer ou serra
Cuadeiras
Massas de podar
Massas de podar
Brush

p>Em assuntos isolados, a poda é mais leve e respeita a forma cónica natural da árvore. Facilita a penetração da luz e um bom arejamento para evitar que parasitas e doenças encontrem refúgio nos ramos emaranhados.

Nunca corte para a madeira velha.

É o que tenho por agora

Bom noite

Cordialmente

mac allister

P>Desrama de assuntos simples com manutenção.

P>Prática desta poda no final do Verão.
Remover com tesoura de poda, podador ou serra (dependendo do diâmetro do ramo) toda a madeira morta e ramos doentes ou danificados.
Cortar ordenadamente num ligeiro bisel para facilitar a drenagem da água da chuva.
Colar a ferida com mastique cicatrizante com uma escova para evitar a entrada de doenças criptogâmicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *