D-Dimers – plasma


Interesse Clínico

D-Dimers são produtos especificamente derivados da degradação da fibrina enquanto que os PDFs são derivados da degradação da fibrina e do fibrinogénio. A elevação da concentração de plasma D-Dimer indica uma fibrinólise excessiva secundária à activação da coagulação. Na presença de um valor de D-dímero abaixo de um limiar, dependendo da técnica utilizada (geralmente 500 µg/L), a existência de doença tromboembólica venosa (trombose venosa profunda ou embolia pulmonar) pode ser excluída com um valor preditivo de mais de 95%. A sua medição é também de interesse no diagnóstico e monitorização da coagulação intravascular disseminada (DIC) e fibrinólise primária, juntamente com outros marcadores biológicos (contagem de plaquetas, fibrinogénio e outros factores de coagulação). Se os dímeros D estiverem abaixo do limiar da técnica, 3 a 4 semanas após a interrupção do tratamento, a probabilidade de recorrência da trombólise venosa é menor do que se os dímeros D forem altos. De facto, este ensaio poderia ajudar na decisão de continuar ou interromper a terapia anticoagulante oral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *