Depois das férias de Natal, as escolas reabrirão em código vermelho nas mesmas condições que hoje

Depois dos peritos de saúde, na terça-feira, a Ministra da Educação, Caroline Désir (PS), encontrou-se com os actores do sector na quarta-feira. Objectivo: dar uma perspectiva a médio prazo sobre a continuação do ano lectivo.

“Após duas semanas e meia de aulas, tanto os números compilados pelos actores como os observados pelos peritos de saúde tendem a confirmar que a escola não é o motor da epidemia”, disse ela numa declaração. Para dar um mínimo de perspectiva aos directores, professores, pais e estudantes, o Ministro da Educação já anunciou que as condições actuais serão mantidas após as férias de Natal e pelo menos até 15 de Janeiro “com vista à prudência sanitária e à estabilidade das equipas”. O código vermelho actualmente em vigor prevê que todos estejam na classe a tempo inteiro nos níveis primário e secundário inferior. A partir do secundário 3, 50% dos alunos podem estar presentes de cada vez e o resto das aulas são realizadas remotamente.

“Eu teria esperado que voltássemos ao código amarelo”, comentou esta mãe na página do Facebook onde o ministro detalha as últimas informações. Infelizmente, os pontos da minha filha estão em baixo, a sua motivação está a diminuir. Espero que voltemos ao normal em breve”. Pelo contrário, este utilizador da Internet regozija-se: “Obrigado por esta comunicação antecipada que permitirá às equipas educativas e de gestão abordar as férias de Inverno muito mais serenamente do que as férias de Outono”

Advertisement

Nenhuma mudança (ainda?) para as férias de Carnaval

Nenhuma decisão foi tomada, no entanto, relativamente às férias de Carnaval, que algumas pessoas gostariam de ver prolongadas para duas semanas em vez de uma. “Não há qualquer indicação de que o contexto sanitário exija a extensão deste”, diz Caroline Désir. Neste momento, não é apropriado, nem do ponto de vista epidemiológico nem em termos de continuidade de aprendizagem, alterar a duração desta licença. Esta observação é partilhada por peritos de saúde”. E será reavaliado em devido tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *