Mais de metade da população mundial vive actualmente em cidades – ONU | UN DESA | Departamento de Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas

De acordo com um relatório da ONU sobre urbanização global divulgado na quinta-feira, espera-se que mais 2,5 mil milhões de pessoas vivam em áreas urbanas até 2050, sublinhando a necessidade de uma agenda de planeamento urbano e uma maior atenção às pequenas cidades onde vive a maioria da população.

“Actualmente, 54% da população mundial vive em áreas urbanas, uma proporção que se espera que aumente para 66% até 2050”, disse o Ramo Populacional do Departamento de Assuntos Económicos e Sociais da ONU na edição de 2014 do relatório Urbanization Outlook.

De acordo com as projecções da ONU, o efeito combinado do aumento da urbanização e do crescimento contribuirá para uma população adicional de 2,5 mil milhões de pessoas que vivem em cidades, 37% das quais na Índia, que tem actualmente a maior população rural, seguida pela China e Nigéria.

Nova Deli, que é actualmente a segunda cidade mais populosa do mundo com 25 milhões de habitantes, deverá manter essa posição pelo menos até 2030, quando se espera que a sua população atinja 36 milhões.

A maior cidade do mundo é Tóquio, com 38 milhões de habitantes, e enquanto se espera que a sua população diminua para 37 milhões até 2030, permanecerá em primeiro lugar. Outras cidades entre as cinco mais populosas do mundo são Xangai com 23 milhões, Cidade do México, Mumbai e São Paulo, cada uma com 21 milhões, seguida por Osaka com pouco mais de 20 milhões.

De acordo com as previsões populacionais, espera-se que estas megacidades percam importância para o crescimento das cidades de média dimensão, especialmente nos países em desenvolvimento. As regiões mais urbanizadas do mundo são actualmente a América do Norte, onde 82% da população vive em zonas urbanas, seguida da América Latina e Caraíbas, com 80%, e 73% na Europa.

Em contraste, em África e na Ásia a maioria da população vive em zonas rurais, o que representa a maioria da população mundial. Nestas regiões espera-se que a urbanização cresça consideravelmente nos próximos anos.

“A gestão das áreas urbanas tornou-se um dos mais importantes desafios de desenvolvimento do século XXI”, disse o Director da Divisão da População John Wilmoth numa conferência de imprensa na sede da ONU em Nova Iorque. “O sucesso ou fracasso da construção de cidades sustentáveis será um factor importante para o sucesso da agenda de desenvolvimento pós-2015”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *