Orange Parish

A Quaresma está sempre centrada no regresso a Deus, na conversão do coração. Este ano, devido à implementação de contenção para limitar a propagação da COVID-19,
não é possível que todos se encontrem com um sacerdote para experimentar o Sacramento da Reconciliação, nem para participar numa celebração penitencial. Como podemos fazer as pazes com o Senhor, como podemos receber a graça do seu perdão? Enquanto estamos impedidos de receber a absolvição sacramental, a Igreja propõe viver um caminho de reconciliação com Deus,
com “a firme resolução de recorrer o mais depressa possível à confissão sacramental,”
para receber efectivamente o perdão dos pecados.

O conteúdo deste artigo pode ser descarregado da coluna da direita.

“Onde os fiéis individuais acham dolorosamente impossível receber a absolvição sacramental, deve ser lembrado que a contrição perfeita, proveniente do amor de Deus, amado acima de tudo, expressa por um sincero pedido de perdão e acompanhado pela firme resolução de recorrer o mais rapidamente possível à confissão sacramental, obtém o perdão dos pecados, mesmo mortais (cf. CCC, Nº 1451 e 1452)”
(Decreto da Penitenciária Apostólica sobre o Sacramento da Reconciliação na Situação Pandémica Actual, 20 de Março de 2020).

Pau Francisco falou sobre este assunto na sua Missa de 20 de Março: “Se não podes ir a um padre para te confessares, fala com Deus. Ele é vosso Pai, dizei-lhe a verdade: ‘Senhor, eu fiz isto, eu fiz aquilo…’. E pede-lhe perdão com todo o teu coração, com o acto de contrição e promete-lhe: “Confessarei mais tarde, mas perdoa-me agora”. E regressará imediatamente à graça de Deus. Deste modo, pode aproximar-se do perdão de Deus, como ensina o Catecismo, sem ter um padre à mão… Um acto de contrição bem feito, e assim a sua alma ficará branca como a neve”.

PREPARAR O CORAÇÃO:
Após ter feito o sinal da cruz, invoco o Espírito Santo para iluminar o meu coração e tornar-me consciente do amor infinito de Deus, por toda a humanidade e por mim em particular. Também peço ao Espírito Santo a sua luz para obter um coração contrito.

1. Vinde, Espírito Santo, aos nossos corações, e enviai do céu um raio da vossa luz. Venha até nós, pai dos pobres. Venha, doador de presentes. Vem, luz para os nossos corações.
2. Sovereign Comforter, hóspede mais gentil das nossas almas, calmante. Na labuta, descanso; na febre, frieza; no choro, conforto.
3. Ó luz abençoada, vem encher até ao âmago os corações de todos os teus fiéis. Sem o teu poder divino não há nada em nenhum homem, nada que não seja pervertido.
4. Lavar o que está sujo, banhar o que está seco, curar o que está ferido. Amaciar o que é rígido, aquecer o que é frio, tornar direito o que é torto.
5. A todos os que têm fé e confiança em si, dêem os vossos sete dons sagrados. Dar o mérito e a virtude dar a salvação final dar a alegria eterna. Amen.

OUVIR A PALAVRA DE DEUS:
Leio um texto da Palavra de Deus para deixar o olhar de Deus penetrar no coração da minha vida:

1ª Carta de S. João 1:5-10
Esta é a mensagem que ouvimos de Jesus Cristo e que vos anunciamos: Deus é luz; nele não há trevas. Se dizemos que temos comunhão com ele, enquanto caminhamos na escuridão, somos mentirosos, não estamos a fazer a verdade. Mas se caminhamos na luz, como ele próprio está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, purifica-nos de todo o pecado. Se dizemos que não temos pecado, estamos a enganar-nos a nós próprios, e a verdade não está em nós. Se reconhecermos os nossos pecados, Aquele que é fiel e justo até perdoará os nossos pecados e nos purificará de toda a injustiça. Se dizemos que estamos sem pecado, fazemos dele um mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

ou o Evangelho segundo S. João 15,8-17:
Esta é a glória do meu Pai, que me dás muito fruto e que sois discípulos. Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós. Permanecer no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, tal como eu tenho guardado os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. Disse-vos isto para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja completa. O meu mandamento é este: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Não há maior amor do que dar a própria vida por aqueles que se ama. Vocês são meus amigos se fizerem o que eu vos ordeno. Já não vos chamo servos, pois um servo não sabe o que faz o seu senhor; chamo-vos meus amigos, por tudo o que ouvi do meu Pai, dei-vos a conhecer. Não me escolheste, mas eu escolhi-te e nomeei-te, para que possas ir e dar frutos e os teus frutos possam permanecer. Tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele dar-vos-á. Isto é o que vos ordeno: que se amem uns aos outros.

ou novamente Evangelho segundo São Mateus 5:1-12:
Vendo as multidões, Jesus subiu a montanha. Sentou-se, e os seus discípulos vieram ter com ele. Depois, abrindo a sua boca, ensinou-os. Ele disse: “Abençoados são os pobres em espírito, pois deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados. Abençoados são os mansos, pois herdarão a terra. Abençoados sejam aqueles que têm fome e sede de justiça, pois serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia. Abençoados são os puros de coração, pois verão Deus. Abençoados sejam os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados aqueles que são perseguidos por causa da justiça, pois deles é o reino dos céus. Abençoado sejais se vos insultarem, perseguirem e disserem todo o tipo de mal contra vós falsamente, por mim. Alegrai-vos e alegrai-vos, pois a vossa recompensa é grande no céu. Foi assim que eles perseguiram os profetas que vos precederam. “

CONSCIÊNCIA REVISTA: À luz do amor de Deus por nós e da sua chamada a amar como Ele ama, aponto as falhas presentes na minha vida, a infidelidade ao amor do Senhor (em relação a Deus, aos outros e a mim próprio).

Questões sugeridas pelo Papa Francisco

  • Volto-me para Deus apenas quando preciso dele?
  • Volto-me para a Missa aos domingos e para as grandes festas?
  • Começo o meu dia com uma oração?
  • Tenho vergonha de mostrar que sou cristão?
  • Por vezes revolto-me contra a vontade de Deus?
  • Sou invejoso, zangado ou tendencioso?
  • li>Sou honesto e justo com os outros, ou alimento a “cultura do desperdício”?li>No meu casamento e família, aplico o ensinamento dos evangelhos? Amo o meu cônjuge e filhos como meus vizinhos mais próximos?li> Honro e respeito os meus pais?li>Rejeitei a vida por nascer? Terei eu descartado o dom da vida? Ajudei alguém a fazê-lo?li> Respeito o meio ambiente?li>Sou às vezes mundano, às vezes religioso?

  • abo de abusar de comida, álcool, cigarros ou outros divertimentos?
  • li>Sou demasiado preocupado com o meu bem-estar físico e os bens que tenho?

  • Como utilizo o meu tempo? Serei preguiçoso?
  • li> Procuro ser servido?li> Tenho desejos de vingança? Guardo ressentimentos?li> Sou manso, humilde e pacificador?

>br>DEM A CONTRARY HEART:

p>p>Expresso a minha contrição com as palavras do Salmo 50 (3-4.5-6a.11-12.14.19):
Piedade de mim, meu Deus, no teu amor, segundo a tua grande misericórdia, apaga o meu pecado. Lava-me inteiramente da minha iniquidade, limpa-me da minha ofensa.
Sim, eu conheço o meu pecado, a minha iniquidade está sempre perante mim.
Against you, and you alone, I have sinned, what is evil in your sight I have done.
Vira o teu rosto das minhas iniquidades, tira todos os meus pecados. Cria em mim um coração puro, ó meu Deus, renova e fortalece o meu espírito dentro de mim. Devolvam-me a alegria de ser salvo; deixem que o espírito generoso me sustente. O sacrifício que agrada a Deus é um espírito quebrado; não repelis, ó meu Deus, um coração partido e esmagado.

Para reconhecer o meu pecado, digo o Confesso a Deus ou o Acto de Contrição:

Meu Deus, lamento muito ter-te ofendido porque és infinitamente bom, infinitamente bondoso, e o pecado desagrada-te.
Decido-me firmemente, com a ajuda da Vossa Santa Graça,
a não vos ofender mais e a fazer penitência.
p> ORAÇÃO LITÂNICA E PEDIDO DE PARDÃO:
Simplico humildemente a Cristo nosso Salvador, que intercede por nós junto do Pai, para que me perdoe os meus pecados e me purifique de todo o mal:
R/ Salva-nos, ó Senhor, no Vosso amor.
Você não veio para chamar os justos, mas pecadores, R/
Você perdoou muito a ela que também tinha amado muito, R/
Você não recusou ir aos cobradores de impostos e pecadores, R/
Você não condenou a mulher adúltera, mas levantou-a e convidou-a a sair do seu pecado, R/
Você chamou Zaqueu, o cobrador de impostos, à conversão e a uma nova vida, R/
Você prometeu o Paraíso ao malfeitor arrependido, crucificado consigo, R/
Você é o bom Pastor que traz a ovelha perdida de volta ao aprisco sobre os Seus ombros, R/
Você que se senta à direita do Pai, onde intercede por nós, R/

p> Senhor Jesus, Você abriu os olhos dos cegos, curou os doentes, perdoou o pecador, e, depois da sua culpa, Você confirmou Pedro no Seu amor; aceitar a minha oração: Perdoa todos os meus pecados, renova-me no teu amor, concede-me viver perfeitamente em unidade com os meus irmãos, para que eu possa proclamar a tua salvação aos homens. Amém.

br>>>p> Como Cristo nos ensinou e segundo o seu comando, eu digo, Pai Nosso.
>/p>p>AÇÃO DA GRAÇA: nas próprias palavras de Maria no Magnificat:
A minha alma exalta o Senhor, exalta o meu espírito em Deus, meu Salvador!
Ele olhou para o seu humilde servo; doravante todas as idades me chamarão abençoado.
O Poderoso fez maravilhas por mim; Santo é o Seu Nome!
O seu Amor estende-se de idade em idade para aqueles que O temem.
Desdobrando a força do seu braço, Ele espalha o soberbo.
Ele derruba os poderosos dos seus tronos, Ele exalta os humildes.
Ele enche os famintos de coisas boas, manda os ricos embora de mãos vazias.
Ele levanta Israel, o seu servo, lembra-se do seu amor,
a promessa feita aos nossos pais em favor de Abraão e da sua semente, para sempre.
Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo, para todo o sempre. Amen.

CONCLUSÃO: Termino este tempo de oração com um sinal da cruz.

Agradecimentos ao Padre Philippe Doumenge, pastor de Riberac na Dordogne

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *