Portrait of Monsieur Gravier (Charles), Comte de Vergennes, 1717-1787, Ministro e Secretário de Estado deState

VERGENNES (Charles, Gravier, Comte de), político francês, nascido em Dijon em 1717, morreu em Versalhes em 1787. Sobrinho de Chavigny, acompanhou-o na sua embaixada em Portugal (1740-1749) e na sua extraordinária missão na Alemanha (1744). Ministro plenipotenciário em Trier (1750), participou no Congresso de Hanôver, tendo depois sido enviado como embaixador para Constantinopla (1754). Desonrado por Choiseul a 30 de Outubro de 1768, foi nomeado, após a queda deste último, embaixador em Estocolmo (21 de Março de 1771), contribuiu para o golpe de Estado de Gustav III (19 de Agosto de 1772), e foi chamado por Luís XVI ao Ministério dos Negócios Estrangeiros a 21 de Julho de 1774. Nesta posição, Vergennes foi o último grande ministro da antiga monarquia. O seu nome permanece ligado a todas as negociações diplomáticas que prepararam a guerra americana, asseguraram o seu sucesso, e do qual o tratado de Versalhes (1783) foi a gloriosa conclusão. Foi também responsável pela renovação da aliança com os cantões suíços no Tratado de Solothurn (1777), pela manutenção da paz europeia contra José II no Tratado de Teschen (1779), e finalmente pelo tratado comercial com a Inglaterra em 1786. Fonte biográfica: AUGE (Paul), Larousse du XXème siècle en six volumes, tomesixième, Paris, 1933, p. 950. Ver nos retratos habituais PC 303: dez representações.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *