The Dance of the Stars

Review:

“n notável romance construído sobre os temas duais do diálogo com o outro e da renovação de uma arte através das possibilidades oferecidas pelo progresso. É também, como dissemos, uma das raras obras de SF que trata da dança. Tantos elementos que, se não a tornam uma obra-prima absoluta, fazem desta Dança das Estrelas uma ocasião a não perder”. Jean-Pierre Lion em Bifrost 79

“Uma ode humanista, um incitamento a aceitar diferenças, a sacudir as normas. Um bom tratado sobre tolerância. Raramente um texto de ficção científica provoca tantas emoções. (…) Um romance de culto para ser lido absolutamente!” Isabelle Le Gac in Présences d’esprits 84

“Para além do encontro bem sucedido de duas galáxias distantes, A Dança das Estrelas é um romance sensível e generoso que nos fala da ambição e da superação de nós próprios, de vontade e liberdade, de amor e amizade, de escolha e coragem, um romance que através dos seus heróis, tanto femininos como masculinos, nos lembra o que significa ser humano, no sentido mais nobre da palavra.” Hervé Lagoguey em SF Mag #89

“Para mim, A Dança das Estrelas é um trabalho inteligente e sensível, comovente e inspirador”. Blop no seu blogue

“A Dança das Estrelas é um romance de ficção científica muito agradável de ler. Minimamente, é um romance mais profundo do que parece ser. Sob o pretexto da ficção científica e da vida em gravidade zero, é também um romance que nos fala com precisão sobre diferenças, sobre não caber no molde mas ir para além dele para viver as suas paixões. É um romance que também fala de amor, amizade e laços indestrutíveis, fortalecidos pelas estrelas” ambrenc13 no seu blogue

“Dinâmico e inovador, A Dança das Estrelas consegue combinar um aspecto poético forte e tocante com uma sensação de maravilha de qualidade. Em suma, oferece um excelente romance que consegue manter-se dentro dos códigos do género ao mesmo tempo que acrescenta um toque real de frescura e diferença”. Baroona no seu blogue

“Este é um livro de leitura obrigatória”! Aurélie de Les livres en folie

“Este romance, que hoje se sente um pouco como uma ucronia optimista como se houvesse muito poucos e reaviva as esperanças que já não ousamos ter, merecia ser reeditado e oferecido aos leitores que ainda não o sabem.”G Georges Bormand on Phenix-Web

“Para além das naves e estações espaciais clássicas, para além dos fatos e propulsores, para além dos ETs e do encontro do terceiro tipo que encontramos em muitas “op” espaciais, encontramos em A Dança das Estrelas, uma poesia adequada para o fazer sonhar, para o fazer sentir e, quase, para o apreender e compreender o que é o espaço: perigosas, hostis à vida, mas também fascinantes e grandiosas.” Lhisbei do RSF Blog

“Este é um romance totalmente fora do mundo que descobri graças à Massive Review de Babelio. (…) É uma viagem extraordinária e tão original que nos é proposta, aconselho-vos sinceramente! Cinismo, belas reflexões, algo épico no final e uma obra inegável dos autores… que mais se pode pedir?” Cha no seu blogue

“Este romance é antes de mais nada um livro humanista sobre a realidade da condição humana, sobre a coragem, sobre a escolha de tentar realizar os próprios sonhos ou antes o que se sente como essencial para a própria vida, sobre a superação de si próprio… e também sobre amor, amizade e muito mais”. Lilou no seu blogue

“n livro optimista, atípico e íntimo que todos deveriam ter na sua biblioteca. Não é um livro que estilhaça a terra, chocante. Mas uma viagem. Para Charles, assim como para o leitor”. Deborah do Daily Mars

“A Dança das Estrelas é um romance maravilhoso”. Siana de Vampiros e Bruxas

“O universo desenvolvido pelos autores revela-se realmente interessante, fazendo-nos maravilhar com a dança e coreografia apresentadas, todas levadas por descrições muito visuais e emocionalmente carregadas (…)”. BlackWolf no seu blogue

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *