Transmissão cruzada na resistência aos antibióticos: o seu controlo nos hospitais franceses – Academia Nacional de Medicina | Uma instituição no seu tempo

Sumário

Resistência adquirida aos antibióticos é a consequência directa de duas causas sinérgicas: o uso maciço de antibióticos que leva à selecção das bactérias mais resistentes (evolução darwiniana), e a disseminação das bactérias resistentes assim seleccionadas, por transmissão dentro das populações humanas e animais (“transmissão cruzada”), e através do ambiente. Os programas de controlo da resistência bacteriana devem portanto combinar medidas para controlar a transmissão cruzada com medidas para reduzir o consumo de antibióticos. Programas para controlar a propagação de bactérias multi-resistentes têm sido progressivamente implementados nos hospitais da Assistance publique-hôpitaux de Paris (AP-HP) desde 1993 e em todos os hospitais franceses desde 1999. Estes programas resultaram numa diminuição acentuada das taxas de estafilococos multi-resistentes e mantiveram as taxas de bactérias emergentes altamente resistentes muito baixas: enterobactérias resistentes ao carbapenem (as mais recentes β-lactams) através da produção de carbapenemases e enterococos resistentes aos glicopeptídeos. Estes resultados foram obtidos apesar de o consumo de antibióticos não ter diminuído significativamente nos nossos hospitais durante o período em consideração, mostrando o impacto positivo das medidas de higiene.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *